Menu

O Lugar certo da emoção!

Trio brilha, e Liverpool faz 5 no Porto em pleno estádio do Dragão

14 FEV 2018
14 de Fevereiro de 2018
O Liverpool repetiu nesta quarta-feira o desempenho da véspera do compatriota Manchester City e atropelou nesta quarta-feira o Porto, fora de casa, por 5 a 0, praticamente carimbando passaporte para as quartas de final da Liga dos Campeões da Europa.

O trio de ataque dos 'Reds' funcinou bem, com o senegalês Sadio Mané marcando duas vezes, aos 23 do primeiro tempo, aos 8 e aos 40 do segundo, o egípcio Mohamed Salah balançando as redes aos 29 da etapa final, e o brasileiro Roberto Firmino transformando a vitória em goleada, aos 24 da etapa complementar.

Este foi o segundo jogo envolvendo equipe inglesa que tem placar elástico nas oitavas da 'Champions'. Ontem, o City bateu o Basel por 4 a 0, na Suíça, também colocando mais de um pé na próxima fase da competição.

Com a goleada de hoje, o Liverpool pode perder por quatro gols de diferença, na volta, no dia 6 de março, no estádio Anfield Road, que se classificará. O Porto forçará prorrogação se repetir o 5 a 0, e avançará no tempo normal com qualquer outro placar em que leve a melhor por cinco ou mais gols de diferença.

Hoje, os dois times entraram em campo com desfalques por suspensão. No Porto, o zagueiro Felipe, ex-Corinthians, foi substituído pelo polivalente mexicano Diego Reyes. Já no Liverpool, o volante alemão Emre Can ficou fora, dando lugar ao inglês Jordan Henderson.

Quatro brasileiros começaram jogando a partida no estádio do Dragão, o lateral-esquerdo Alex Telles, o meia Otávio e o atacante Tiquinho Soares, pela equipe anfitriã; e Roberto Firmino pelos visitantes.

O duelo foi iniciado com o Porto mostrando mais atrevimento. Aos 9, após passe de Marega, Otávio ganhou disputa de bola e bateu firme, mas Lovren se esticou todo e conseguiu fazer desvio, fazendo com que a finalização saísse por pouco, por cima do gol.

Aos poucos, o Liverpool entrou no jogo, chegando seguidamente ao ataque, enquanto os donos da casa tinham dificuldade de construir. Aos 21, após cruzamento de Robertson, Firmino ficaria livre para marcar, mas o Porto acabou sendo salvo por Marcano.

Quatro minutos depois, não houve quem impedisse Mané de ampliar o marcador, quando Wijnaldum insistiu em jogada, a zaga cortou, mas a sobra ficou com o senegalês, que bateu para as redes. José Sá, que ganhou a posição do espanhol Iker Casillas, falhou no lance.

Ainda aos 29, o Liverpool chegou ao segundo gol, com Salah, que pegou rebote de chute de Milner na trave, se antecipou ao goleiro e, com categoria, se livrou de Sá com toque por cobertura e depois só escorou para o fundo das redes.

Nos instantes finais, o Porto até tentou reagir, com Tiquinho Soares, que recebeu bola enfiada por Brahimi e tocou na saída de Karius, errando por muito pouco o alvo.

No segundo tempo, o Liverpool tratou de dar golpe nas ambições da equipe anfitriã, logo aos 8 minutos, em contra-ataque fulminante. Firmino serviu Salah, que arrancou e devolveu. O brasileiro encheu o pé e obrigou José Sá a fazer ótima defesa, mas não de impedir que Mané marcasse no rebote.

De novo na base da velocidade na saída da defesa, o Liverpool ampliou aos 24. Mané roubou a bola em seu campo, serviu Milner na esquerda. O experiente meia acertou cruzamento na medida, encontrando Roberto Firmino livre na área, para fazer o quarto.

Transformar o duelo em goleada não satisfez o Liverpool, que conseguiu anotar o quinto aos 40 da etapa complementar, com Mané, que recebeu livre na área e encheu o pé, para vencer pela terceira vez no jogo o goleiro José Sá e dar números finais ao duelo.


Ficha técnica:.
Porto: José Sá; Ricardo, Reyes, Marcano e Alex Telles; Sérgio Oliveira, Herrera, Marega, Otávio (Corona) e Brahimi (Waris); Tiquinho Soares (Paciência). Técnico: Sérgio Conceição.

Liverpool: Karius; Alexander-Arnold (Gomez), Lovren, Van Dijk e Robertson; Milner, Henderson (Matip) e Wijnaldum; Salah, Roberto Firmino (Ings) e Mané. Técnico: Jürgen Klopp.

Árbitro: Daniele Orsato (Itália), auxiliado pelos compatriotas Riccardo Di Fiore e Filippo Meli.

Gols: Mané (3), Salah e Roberto Firmino (Liverpool).

Estádio do Dragão, no Porto (Portugal). 

DA REDAÇÃO
Voltar
Tenha você também a sua rádio